Secretaria monitora e avalia o Plano Municipal de Educação

Data: 26/05/2017 | Hora: 09:06 | Por: Assessoria de Imprensa - Prefeitura do Moreno


A Secretaria de Educação (SEDUC) reuniu-se com a equipe nesta quinta-feira (25.05) para avaliação e monitoramento do Plano Municipal de Educação (PME), por uma melhoria na qualidade do aprendizado dos alunos da rede municipal de ensino.

Na elaboração do plano anual da educação para os quatro anos, foram apresentados a Lei de Diretrizes Orçamentais (LDO), a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano de Ações Articuladas (PAR). "Essa reunião é extrema importância para o nosso Plano Municipal de Educação (PME), estamos discutindo as metas e armando estratégias para que a educação no nosso município venha a alavancar", afirma o secretário de Educação, Valfrido Costa.

Na reunião, foi debatida a importância de ampliar a educação infantil na pré-escola, com creches atingindo 50% das crianças de até três anos. No ensino fundamental, garantir que 95% dos jovens de nove a quatorze anos concluam os nove anos de ensino fundamental, na idade recomendada. Além disso, elevar 85% de matrículas no ensino médio para toda população de quinze a dezessete anos.

As discussões giraram em torno de garantir o sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas e serviços especializados, fazendo com que a população de quatro a dezessete anos com deficiência tenha acesso à educação básica. "Nosso objetivo é fazer com que a qualidade de ensino do nosso município eleve, precisamos preparar nossos alunos, para que eles possam ter uma boa base e formação", afirma o gerente administrativo, Gustavo Ribeiro.

Uma das ações da Secretaria de Educação é alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º ano do ensino fundamental e oferecer educação integral em no mínimo 50% das escolas públicas, atendendo 25% dos alunos da educação básica.

A Prefeitura trabalha para oferecer, no mínimo, 25% das matrículas de educação de jovens e adultos, nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional, triplicando as matrículas da educação profissional técnica de nível médio. "Verificamos erros gravíssimos, onde alunos do nono ano estavam saindo da rede municipal semianalfabetos, sabendo apenas ler, mas sem interpretar nem o que estão lendo", explica o gerente administrativo, Gustavo Ribeiro.

Fotos relacionadas
Para visualizar, clique na imagem abaixo.
Comentários sobre o texto
Os comentários abaixo não expressam necessariamente a opinião do leoecia.com

Seja o primeiro a comentar sobre este texto!
Faça seu comentário
Atenção fique atento as normas para postagem de comentários:
- Este espaço é para o livre debate única e exclusivamente sobre o assunto abordado no texto.
- Qualquer comentário que seja ofensivo, ou tenha termos pejorativos relação a uma pessoa ou instituição, que notadamente o endereço de e-mail informado durante a postagem não seja de servidor válido ou que o comentário esteja fora do contexto da abordagem, poderá ser vetado pelo responsável do site.
- Os endereços de e-mails que não estejam cadastrados no nosso sistema estarão sujeitos a avaliação de seu conteúdo.
- Para os e-mails cadastrados no site, também estão sujeitos aos itens acima mencionados.
- O uso de vários por uma mesma pessoas em várias postagens numa mesma sessão, também estará sujeita ao veto.
- Ao clicar no botão ENVIAR abaixo, você estará concordando e ciente dos termos acima.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Código:
7f6j0
Repita o código acima:
Contador:
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.