Informações sobre as fortes chuvas que atingem a Mata Sul de Pernambuco

Data: 29/05/2017 | Hora: 08:04 | Por: Portal A Voz da Vitória


No sábado (27) e o domingo (28) trouxeram de volta a esperança para os moradores do interior de Pernambuco. Cidades do Agreste e Mata Sul receberam um grande volume de chuvas, o que não ocorria desde 2010, quando houve a última grande cheia no Estado. No entanto, o grande volume deixou ao menos cinco mil desalojados, vários desabrigados, dois mortos e dois desaparecidos. O governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), decretou estado de calamidade em 13 municípios, são eles: Belém de Maria, Palmares, Amaraji, Maraial, Ribeirão, Cortês, Barra de Guabiraba, São Benedito do Sul, Rio Formoso, Catende, Água Preta, Jaqueira e Barreiros.

Com as chuvas, a falta de estrutura nas cidades ficou evidente e o número de pessoas atingidas por causa de inundações preocupa as autoridades. A cidade de Barra de Guabiraba registrou alagamento em vários bairros. Segundo a secretária de Governo do município, Heine Freitas, cerca de 1.500 casas foram inundadas e 4 mil pessoas estão desalojadas. A queda de uma barreira bloqueou parte de um trecho da BR-101 em Palmares, na Mata Sul. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu provavelmente por causa da chuva. Já na cidade de Belém de Maria, o nível do Rio Panelas subiu e o município foi tomado pelas águas, em algumas casas marcando até 80 cm. A população deixou o local e seguiu para os pontos mais altos da cidade.

Em Caruaru, a prefeitura determinou que equipes da secretaria de Serviços Públicos façam uma força-tarefa no Parque 18 de Maio, para garantir a realização da Feira da Sulanca nesta segunda-feira (29) com a limpeza necessária. Além disso, alguns bairros estão sem energia elétrica. Lá, duas pessoas seguem desaparecidas, ambas foram levadas pelas águas nos canais que cortam a cidade.

Em Lagoa dos Gatos, no Agreste, um casal morreu após um desabamento. De acordo com o secretário de administração da cidade, Marcelo Antônio da Silva, um servidor da Compesa estava com a esposa dela, quando por volta de 2h, uma barreira teria caído na residência. Os dois morreram no local.

INUNDAÇÕES - O boletim do sistema de alerta de cheia dos rios, da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) deste domingo (28) aponta inundação em oito cidades do Estado. O aviso também traz um alerta para três outros municípios. As cidades com inundações são: Caruaru, Gravatá, Amaraji, Ribeirão, Belém de Maria, Catende, Jacuípe e Palmares. Já São Benedito do Sul, Joaquim Nabuco e Canhotinho estão em alerta. Os rios monitorados são: Ipojuca, Gravatá, Canhotinho, Amaraji, Sirinhaém, Una, Panelas, Pirangi e Jacuípe.

CALAMIDADE - Com 287 milímetros água acumulada nas últimas 24 horas, o município de Ribeirão, na Mata Sul, foi onde mais choveu. Em apenas um dia choveu mais do que o esperado para todo o mês de maio no município. Na sequência de cidades que mais foram atingidas pelas chuvas estão: Rio Formoso, com 283 milímetros; Gameleira, com 244 milímetros; Sirinhaém, com 227 milímetros; e Caruaru, com 220 milímetros.

BARRAGENS – Pernambuco conta com cinco barragens em processo de construção. Para o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, a paralisação se dá pela falta de recursos do governo federal. Segundo ele, o assunto será tratado durante uma reunião entre o governador do Estado e o presidente da República, Michel Temer, ainda no domingo, no Palácio do Campo das Princesas.

ENCHENTE 2010 - Em comparação com as fortes chuvas que ocorreram em 2010, atingindo grande parte da Mata Sul, Paulo Câmara pontuou que a situação atual é ainda mais grave. "A chuva de 2010, que trouxe tanta destruição, em três dias correspondeu a 180 milimetros (mm). As fortes chuvas que se iniciaram na última sexta-feira, já atingiram 140mm, ou seja, com mais intensidade", comparou, ressaltando que, "embora a situação atual seja mais grave, temos muitos equipamentos preservados, em virtude de planejamento e de preparação, tanto das informações meteorológicas quanto dos investimentos já realizados".

SERRO AZUL - O governador destacou, ainda, que a construção da barragem de Serro Azul, localizada em Palmares, evitou estragos maiores. "O esforço de conclusão de Serro Azul já mostra alguns efeitos, junto com todo o trabalho da Operação Reconstrução de 2010. Temos, hoje, a preservação de casas, escolas e hospitais que já foram construídas em locais adequados para evitar um dano maior", afirmou. A barragem de Serro Azul tem um reservatório com capacidade de acumulação de 303 milhões de metros cúbicos (m³) e, até agora, recebeu 48 milhões de m³.

RIBEIRÃO – O prefeito do Ribeirão, na Mata Sul, Marcello Maranhão, decretou neste domingo (28) estado de emergência no município, devido às fortes chuvas que atingem a cidade desde o sábado (27). O decreto leva em consideração a intensa precipitação de 259,66 mm, nas últimas 24h, segundo a Apac. De acordo com a prefeitura, o balanço da Defesa Civil do município registrou, até à tarde, 40 famílias desabrigadas, 910 famílias desalojadas, 313 casas atingidas por deslizamentos de barreiras, 40 casas parcialmente destruídas e 590 casas atingidas por alagamentos. Os bairros de Vila Rica, Ferroviária e os distritos de Aripibú e Caxangá foram os que apresentaram maiores estragos, além de que foram constatados danos em diversos prédios públicos, vias públicas, pontes, cabeceiras de pontes, estradas, galerias de águas pluviais, sistema de drenagem e interceptores de esgoto.

GRAVATÁ - A cidade do Agreste está em estado de alerta. O nível do rio Ipojuca subiu e já atingiu algumas casas da comunidade ribeirinha, apesar do trabalho da Prefeitura ter realizado há alguns meses, a retirada de baronesas do rio e limpeza dos canais. Outro problema enfrentado pelo município foram as baronesas arrastadas pela força da água das cidades vizinhas, que se acumulou nas instalações da Ponte do Comércio. Equipes já estão trabalhando para fazer a retirada. Como medida preventiva, famílias ribeirinhas estão sendo encaminhadas para algumas escolas municipais.

PALMARES - A queda de uma barreira bloqueou parte de um trecho da BR-101 na tarde do sábado (27) em Palmares, Mata Sul. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente ocorreu provavelmente por causa da chuva. Como a pista é dupla, a queda da barreira bloqueou uma faixa no sentido Palmares-Recife. Não houve feridos, conforme informou a Polícia.

CORTÊS - Registrou cerca de 50 casas atingidas por deslizamentos de encostas. De acordo com a Defesa Civil, 112 pessoas estão desalojadas. 18 casas foram inundadas. Segundo a Apac, na cidade da Mata Sul choveu 214,06 mm nas últimas 24 horas. O município tem cerca de 12 mil habitantes.

BELÉM DE MARIA – foi ocupado pelas águas do Rio Panelas. A situação das chuvas em Belém de Maria, na Mata Sul, preocupa os moradores e o poder público. O nível do Rio Panelas subiu e a cidade foi tomada pelas águas, em algumas casas, marcando até 80 cm. A população deixou o local e seguiu para os pontos mais altos da cidade. De acordo com a APAC, a tendência da precipitação na região é que de, em 24 horas, chova o equivalente mais de 20mm.

JAQUEIRA - Um casal de idoso morreu soterrado dentro de sua residência nas primeiras horas da manhã do domingo (28) após uma barreira desmoronar sobre à casa. As vítimas eram moradoras do Sítio Cajueiro, área rural de Jaqueira, na Mata Sul. A residência do casal ficava próxima a barreira que veio abaixo devido às fortes chuvas que ocorrem naquela região. O local é de difícil acesso e a Polícia tem dificuldade de chegar ao local.

RODOVIAS - As fortes chuvas que caem desde as primeiras horas da noite do sábado (27), provocam interdições nas BRs que cortam algumas cidades da Zona da Mata Sul de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há interdição no quilômetro 156, da BR 101, em Ribeirão, devido ao transbordo do Rio Una. Os dois sentidos da via estão bloqueados. Outro bloqueio também foi registrado no quilômetro 136 da BR 104, em Quipapá. O bloqueio acontece devido à queda de uma árvore e de uma barreira no sentido Alagoas da rodovia. Uma barreira deslizou na manhã do domingo, na altura do quilômetro 97 da BR-104, na Serra do Saquinho, divisa entre Agrestina e Cupira.

VERBAS – O Ministro da Educação, Mendonça Filho, anuncia apoio e recursos emergenciais para recuperar escolas atingidas pelas enchentes em Alagoas e Pernambuco, para recuperação de estrutura física e de equipamentos que tenham sido danificados pelas chuvas. O anúncio foi feito pelo ministro na reunião com o presidente Temer e o governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, para discutir apoio às vítimas das enchentes. Nesta segunda-feira (29/05), o Ministério da Educação, enviará equipes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para Alagoas e Pernambuco para visitar as escolas atingidas pelas enchentes e dimensionar os estragos.

Fotos relacionadas
Para visualizar, clique na imagem abaixo.
Comentários sobre o texto
Os comentários abaixo não expressam necessariamente a opinião do leoecia.com

Seja o primeiro a comentar sobre este texto!
Faça seu comentário
Atenção fique atento as normas para postagem de comentários:
- Este espaço é para o livre debate única e exclusivamente sobre o assunto abordado no texto.
- Qualquer comentário que seja ofensivo, ou tenha termos pejorativos relação a uma pessoa ou instituição, que notadamente o endereço de e-mail informado durante a postagem não seja de servidor válido ou que o comentário esteja fora do contexto da abordagem, poderá ser vetado pelo responsável do site.
- Os endereços de e-mails que não estejam cadastrados no nosso sistema estarão sujeitos a avaliação de seu conteúdo.
- Para os e-mails cadastrados no site, também estão sujeitos aos itens acima mencionados.
- O uso de vários por uma mesma pessoas em várias postagens numa mesma sessão, também estará sujeita ao veto.
- Ao clicar no botão ENVIAR abaixo, você estará concordando e ciente dos termos acima.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Código:
v2e2u
Repita o código acima:
Contador:
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.