Maternidade deve reabrir portas em outubro

Data: 26/08/2011 | Hora: 12:05 | Por: Leonardo Rodrigo


Uma audiência pública que prometia ser quente, começou morna e foi esfriando ao longo de suas quase quatro horas de duração. Só no final é que a temperatura subiu com as palavras do vereador Marcelo Bruno (PHS), autor da audiência que falou da atual situação do Hospital e Maternidade Armindo Moura (HMAM).

O ato aconteceu no plenário da Câmara Municipal do Moreno, na quinta (25), e contou com a presença de poucas pessoas na platéia. Representantes do hospital, do Conselho Regional de Medicina (Cremepe), do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e da Secretaria de Saúde do Município também marcaram presença na audiência.

Muitos esperavam que finalmente fosse confirmada a data de abertura do local, fechado há mais de um ano. Que fossem também explicados os motivos de seu fechamento e das diversas denúncias de irregularidades na administração do hospital. O seu representante, o diretor da instituição Antonio Júnior, teve a oportunidade de esclarecer essas questões, mas ainda deixou muitas lacunas abertas.

Por exemplo, ele não confirmou a data, apenas falou o período em que o HMAM poderá ser reaberto. Na primeira quinzena de outubro. Segundo ele, os motivos para que o local ainda estivesse fechado é por conta da secretaria estadual de saúde. “Com apenas o município comprando nossos serviços não tem como manter o hospital. Temos que vender ao estado também!” afirmou ele.

Ainda de acordo com Antonio Júnior, as negociações com estado tiveram um atraso por conta da mudança do secretário no inicio do ano. Mas ele afirma que a conversa esta bastante avançada e que já em setembro estaria tudo fechado. Possibilitando assim a abertura do hospital em outubro.

O diretor ainda afirmou que o hospital foi fechado para reforma e que o dinheiro para isso partiu do governo do estado e somou por volta de R$ 600 mil. Ao ser questionado sobre o quadro diretor do HMAM, Antonio Júnior se esquivou informando apenas que a diretoria é composta por ele, por uma pessoa presente no plenário e mais quatro pessoas, sem citar nomes.

A secretaria municipal de saúde e o Cremepe afirmaram que foi por conta de irregularidades encontradas no local que o mesmo foi interditado. “Essas irregularidades eram estruturais” afirmou a secretária de saúde, Rufina Abgail. Em certo ponto da audiência o foco começou a ser mudado chegando a se falar nas obras do governo do estado em Moreno e nas empresas que iriam se instalar na cidade.

Quando parecia que temperatura cairia de vez. Eis que Marcelo Bruno põe fogo na casa. O vereador disse ter ficado triste, pois muitos de seus colegas desviaram o verdadeiro propósito da audiência. Mas o ponto mais alto de seu discurso foi quando mostrou a ata da última eleição da diretoria do HMAM. Uma informação que muitos queriam saber.

Foram contabilizados pelos menos os nomes de oito pessoas da mesma da família nesta ata. Que inclui esposa, filhos, cunhada e sobrinhos do diretor. Além disso, o vereador ainda questionou os números apresentados pelo hospital, que em 2008, ano eleitoral, teria extrapolado o número de partos contratado com o município.

Por fim, Marcelo Bruno afirmou que vai enviar um ofício para o governador Eduardo Campos, para o Ministério Público e para Secretaria Estadual de Saúde informando a real situação do hospital em Moreno.

Fotos relacionadas
Para visualizar, clique na imagem abaixo.
Comentários sobre o texto
Os comentários abaixo não expressam necessariamente a opinião do leoecia.com

Dangelo
28/08/2011 às 09:13
O melhor para Moreno é intervenção estadual no Armindo Moura. Governo estadual e municipal administrarem.
Nathalia
28/08/2011 às 15:41
Pedro mesquita tem rabo prezo com jane depois de sua eleição o presidente da câmara estava no bairro do recife (graças)comemorando com jane e junior
pedro
28/08/2011 às 15:43
Quando ela passou a presidencia da camara trocasram muitas figurinhas imagine quais?
Manoel Santos
28/08/2011 às 16:48
Nessa audiencia pública, os nossos ilustres vereadores, perderam uma ótima oportunidade de informar a populaçao Morenense, por que o HMAM se encontra hoje nas mãos de terceiros, já que este Hospital foi costruído na gestão do então Prefeito da época, Sr..
Manoel Santos
28/08/2011 às 16:59
Ney Maranhão, com dinheiro público, e até que alguém me prove o contrário, este Hospital deveria pertencer ao município e por tabela ao povo, ou será que eu estou enganado ?
bruno
28/08/2011 às 18:11
vc esta certo manoel foi pq na epoca ney maranhao foi preso por atirar em um bandido na sua fazenda em itamatamirin ai o braço direito dele que era o finado ozias mendonça denuciou ele e o exercito o prendeu a foi quando ozias se apossou da quele hmam e
bruno
28/08/2011 às 18:13
e ai que começou o reinado dos mendonça em moreno mas ali é filantropico vc compreende jane nao pode sair assim pq quando ela abri ai depois ela vai ter que cria outra chapa 2 pq ela como é ousada só faz chapa unica se ligou pq ela nunca sai e pedro tem o
bruno
28/08/2011 às 18:16
tem o rabo preso a ela pq ganhou um cargo de juiz classico por jane ele mostrou quem ele é ao ´povo pq no dia da audiencia ele deixou sua poutrona de presidente e foi la pra dentro gaiofa do povo mas ela vai sair nao se preucupe agora o povo esta sabendo
bruno
28/08/2011 às 18:20
tem o rabo preso a ela pq ganhou um cargo de juiz classico por jane ele mostrou quem ele é ao ´povo pq no dia da audiencia ele deixou sua poutrona de presidente e foi la pra dentro gaiofa do povo mas ela vai sair nao se preucupe agora o povo esta sabendo
grilo
29/08/2011 às 09:15
henrique ou jó são as mesmas pessoas não pois eu estava na aldiencia e não vi esse tau de jó bater em ninguem vi sim ele fazendo uma palhasada aboando coitado ater bisarro ficou balansando a cabeça e rindo coitado quer ser veriador kkkk.
3
Faça seu comentário
Atenção fique atento as normas para postagem de comentários:
- Este espaço é para o livre debate única e exclusivamente sobre o assunto abordado no texto.
- Qualquer comentário que seja ofensivo, ou tenha termos pejorativos relação a uma pessoa ou instituição, que notadamente o endereço de e-mail informado durante a postagem não seja de servidor válido ou que o comentário esteja fora do contexto da abordagem, poderá ser vetado pelo responsável do site.
- Os endereços de e-mails que não estejam cadastrados no nosso sistema estarão sujeitos a avaliação de seu conteúdo.
- Para os e-mails cadastrados no site, também estão sujeitos aos itens acima mencionados.
- O uso de vários por uma mesma pessoas em várias postagens numa mesma sessão, também estará sujeita ao veto.
- Ao clicar no botão ENVIAR abaixo, você estará concordando e ciente dos termos acima.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Código:
qv7vv
Repita o código acima:
Contador:
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.