Finalmente as contas foram aprovadas ou não?

Data: 22/09/2011 | Hora: 14:55 | Por: Leonardo Rodrigo


Uma verdadeira confusão aconteceu na manhã da quinta (22) na Câmara Municipal do Moreno. O plenário estava discutindo o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre os gastos da Prefeitura em 2006. Com a Casa lotada, os vereadores travaram uma verdadeira batalha para ver se aprovava ou não esse documento.

Na votação normal o placar ficou empatado, cinco votos a favor e mais cinco contra. Coube o presidente Pedro Mesquita usar seu voto de minerva para desempate. E como todos sabiam seu votos seria contra o documento do TCE. Foi com isso que começou a confusão. Já que os governistas comemoraram a vitória. E a oposição também. Um por conta da maioria dos votos (6 a 5) e outro por que, segundo eles, seria necessário 2/3, ou seja sete votos, para que o parecer não fosse aprovado.

Ainda hoje posto mais notícias sobre o fato. Fique ligado.

Fotos relacionadas
Para visualizar, clique na imagem abaixo.
Comentários sobre o texto
Os comentários abaixo não expressam necessariamente a opinião do leoecia.com

nancy patricio dos santos
22/09/2011 às 17:25
Até quando teremos de aguentar politicos corruptos,comprometidos unicamente com seus próprios interesses? isso é uma vergonha!
dj_mano
22/09/2011 às 17:33
OS QUE APLAUDIAM A CORJA DO PREFEITO,NA SUA MAIORIA ERAM FUNCIONARIOS DA PREFEITURA,QUE COMEM DAS MIGALHAS QUE CAI DA MESA DO PREFEITO.MOTE DA BABAOS!VAO ESTUDAR E CONSIGUIR UM EMPREGO SEM BAJULAR NINGUEM!
dj_mano
22/09/2011 às 17:37
AQUELE MURRO NA CABEÇA DE ADILSON VANDERLEY,DESMANCHAVA ELE.

KKKKKKKK...
MARTA
22/09/2011 às 17:39
Acho que no final das contas isso não paasou de uma briga POLÍTICA, pois se os vereadores do municipio tivessem realmente preocupados com a população, estariam buscando se unir para conseguir mais recursos para a cidade.
dj_mano
22/09/2011 às 17:44
TA NA HORA DE MORENO CRESCER JUNTO COM O BRASIL.O BRASIL PEDIU LULA,PERNAMBUCO PEDIU EDUARDO CAMPOS E MORENO????...

PT LANÇA UBIRAJARA PAZ!!!
VAMOS AFASTAR OS FANTASMAS DE PREFEITURA!
MARTA
22/09/2011 às 17:48
E não tem isso de a favor ou contra o povo, até agora eu não vi nenhuma ação concreta desses vereadores, o que eu vejo é muita conversa e pouco serviço prestado a população de uma forma geral. porque, GIVALDO só faz pelo povo do engenho, Ubirajara pelo PT
dj_mano
22/09/2011 às 17:49
ADILSON VANDERLEY TU SO TEM CONVERSAR!
PARECE COM UMA LATA VAZIA DESCENDO A LADEIRA,SO FAZ BARULHO.A TUA CORAGEM ,EU TIRO PELA TUA ALTURA.
MARTA
22/09/2011 às 17:53
sem falar nos outros que também só agem em beneficio de suas proprias causas. Ah, e sem falar nas professoras que falaram que a prefeitura parou por causa dessa votação e elas estavam fazendo o que q não estavam dando aula?
dj_mano
22/09/2011 às 17:56
A CÚPULA DO PREFEITO,SAIU DA CAMARA TUDO RINDO PRA NAO CHORAR, DEVIDO A DERROTA NAS VOTAÇOES.HOJE FICOU COMPROVADO QUE ESSES CINCO VEREADORES ESTAO COM OS DIAS CONTADOS NA CAMARA.
MARTA
22/09/2011 às 17:57
Vejo educação também como um serviço que não pode parar!!!
2
Faça seu comentário
Atenção fique atento as normas para postagem de comentários:
- Este espaço é para o livre debate única e exclusivamente sobre o assunto abordado no texto.
- Qualquer comentário que seja ofensivo, ou tenha termos pejorativos relação a uma pessoa ou instituição, que notadamente o endereço de e-mail informado durante a postagem não seja de servidor válido ou que o comentário esteja fora do contexto da abordagem, poderá ser vetado pelo responsável do site.
- Os endereços de e-mails que não estejam cadastrados no nosso sistema estarão sujeitos a avaliação de seu conteúdo.
- Para os e-mails cadastrados no site, também estão sujeitos aos itens acima mencionados.
- O uso de vários por uma mesma pessoas em várias postagens numa mesma sessão, também estará sujeita ao veto.
- Ao clicar no botão ENVIAR abaixo, você estará concordando e ciente dos termos acima.
Nome:
E-mail:
Comentário:
Código:
qm47j
Repita o código acima:
Contador:
Leonardo Rodrigo, leoecia.com - 1998/2014. © Todos os direitos reservados.