Entrevista com Edvard Bernardo

Segue abaixo a transcrição da entrevista com o prefeito-candidato Edvard Bernardo, PMDB. Casado, professor e formado em direito, Edvard, que é natural de Moreno, foi eleito pela segunda vez em 2004 com 19551 votos, aproximadamente 70% dos votos válidos. Assumiu a prefeitura pela primeira vez em 1982, e ficou no posto por seis anos. O candidato me recebeu em sua casa na manhã do dia 8 de setembro, e nossa conversa durou aproximadamente duas horas.

Quais os motivos que o levou a ser candidato?

Edvard Bernardo - São diversos motivos que me levaram a ser candidato a tentar reeleição. O primeiro deles é a continuação de um projeto que iniciamos em 2005. E que não pode ser interrompido, sob pena de trazer grandes prejuízos a comunidade de Moreno. Por que muita coisa depende do que nós iniciamos e a sua concepção permitirá a realização de obras, serviços em todos os aspectos, e ações que venham beneficiar a população de Moreno. E depois, por que é uma luta para que Moreno continue a crescer, e Moreno não seja impedido desse crescimento que se iniciou conosco, apesar de todas as dificuldades que enfrentamos, dos obstáculos que ultrapassamos. Esse crescimento é necessário em todas as áreas, e agora sobretudo na área econômica e social.

Uma enquete realizada no site demonstrou que as principais preocupações dos internautas são: Emprego, Violência e Transporte. Quais suas propostas para essas áreas?

Edvard Bernardo - Realmente já tenho conhecimento através de pesquisas que realizamos, que uma das questões mais sérias é a questão do emprego, a questão da segurança e transporte. A questão do emprego por exemplo atinge grande parte da população de Moreno economicamente ativa. E que o município não tem tido respostas positivas nesse aspecto, por que Moreno é um município com muitas restrições em seu território para implantação de industrias. Qualquer indústria não pode ser instalada no município por que 75% de seu território é de preservação de mananciais. Temos que pensar de outra maneira, em outra vocação até no campo turístico, para que haja uma maneira mais fácil de executar esse programa e trazer empregos para o município. Entretanto, com essa preocupação que já existe tentamos vencer através de que, nos associamos a investidores que tem nos procurado pra implantar no município condomínios. Um deles será implantado efetivamente: o condomínio industrial. É um grupo de São Paulo que está vindo pra Moreno, já adquiriu por compra aquela área da Unidade II da Tecelagem Paraíba. Ali será implantado efetivamente o primeiro condomínio industrial da cidade do Moreno. Eles vão contar com nosso apoio, alias, já está contando com nosso apoio. E para que as industrias sejam implantadas, é necessário que nós apresentemos aos possíveis investidores que venham se instalar no município, um plano de investimento do município. Esse plano estamos elaborando e será enviado a Câmara Municipal através de um projeto de lei, para mostra nossa intenções, e que tipo de incentivos estaremos propondo a esses possíveis parceiros e investidores no município. Também pedem a administração do município que execute obras no sistema viário, a construção de uma via, que ligue a PE-07 a BR-232, para facilitar o escoamento dos produtos que sejam produzidos nessa industrias. Esse é nosso compromisso. A nossa equipe de infra-estrutura de engenheiros e arquitetos já começaram a elaborar esse projeto de engenharia para que fortaleça o plano de investimento que vamos apresentar a esses investidores. Tenho certeza que a partir de 2009 teremos uma nova realidade econômica em Moreno.
A violência é uma questão nacional. Moreno já foi acometida por essa onda, que não foge a esse campo de ação de vândalos, bandidos. E o município tem se preparado para o enfrentamento dessa questão. Agora sabendo que a questão da segurança é área especifica e exclusiva do estado. É competência do estado. Mas o município tenta se associar ao estado nessa luta, nesse combate a violência. Procurando dinamizar a nossa Guarda Municipal. Vamos realizar concurso público para ampliação dessa Guarda Municipal. Vamos dar a ela condições ideais. E fazer com que ela seja um suporte de apoio, não de ações efetiva, que é competência da policia militar. Mas de apoio efetivo através da patrulha escolar, patrulha comunitária para que a guarda municipal possa esta presente em todos os lugares. Mas também a questão de combate a violência não é apenas efetiva e ostensiva, da policia ou da guarda municipal, é também uma ação educativa. É importante que a população se convença de que é necessário ter um clima de paz no município. E que esse espírito domine o sentimento e a cabeça das pessoas. Passa também por até questão de infra-estrutura do município. Por exemplo, ruas mais iluminadas. É também uma preocupação nossa, fazer com que o sistema de iluminação se amplie por todas as áreas da cidade. Principalmente na zona rural. Através de um programa que já estamos desenvolvendo no município, de atingir a periferia, colocar iluminação para facilitar a vida das pessoas, e dar a elas segurança. Até por que na escuridão, as pessoas se tornam vitimas muito fáceis de bandidos, assaltantes. Então é uma forma também da gente combater a violência através do programa de iluminação para todos.
Na área de transporte nós pretendemos criar um departamento de trânsito e transporte como uma forma de administração indireta, para que possa regularizar e regulamentar o trânsito na cidade. E isso fundamental até por que, nos sabemos que funciona no município o transporta clandestino, e a municipalização do trânsito irá trazer muitos benefícios para a cidade e para os profissionais do transporte. Instalar no município um sistema complementar em parceria com a EMTU, até por que, já esta em implantação o sistema de consórcio de transporte em todo o estado de Pernambuco. E Moreno faz parte integrante desse consórcio. É um dos signatários desse convênio, e que vamos então fazer com que esse trabalho se consuma na plenitude, criando aqui no município um departamento de trânsito e transporte para regulamentar o trânsito. Além disso, para a questão da área de transporte, melhorar o sistema viário tanto na cidade como na zona rural. Com relação ao sistema viário no município já avançamos bastante. Todo o corredor de transporte esta sendo asfaltado. São quase 7km de extensão. Para atender exatamente o transporte de peso, os coletivos. Nossas estradas eram em paralelos, e que não resistiam à pressão do peso dos ônibus. E agora nós asfaltamos para facilitar o fluxo desses veículos. Também no sistema viário nós pretendemos construir uma estrada, uma rodovia que ligue a PE-07 a BR-232 para facilitar o escoamento de produtos que sejam fabricados no condômino industrial, e o grande projeto que é a rodovia que liga Moreno ao Cabo. Só que esse projeto já foi executado. O governo do estado absorveu, e quer ampliá-lo numa dimensão bem maior para estabelecer uma relação direta entre a indústria farmo-química que esta se instalando em Goiana até o Complexo Portuário de Suape. Isso é exatamente uma oportunidade que Moreno tem, já que fazemos parte do conjunto de municípios do entorno de Suape, que é um do beneficiário dessa ação coletiva, e que vai colocar Moreno dentro desse sistema complexo de crescimento e desenvolvimento econômico e social. Então é importante que isso ocorra. Com relação à zona rural, nós já temos um convênio celebrado com o INCRA para recuperação de estradas na zona rural, e mais ação da prefeitura para fazer com que essas estradas sejam preservadas, sejam conservadas para que também facilitem o escoamento de produtos que venham da zona rural, e facilite também a vida do trabalhador rural no seu deslocamento para a cidade.

Quais são suas propostas para a Saúde?

Edvard Bernardo - Para Saúde temos várias propostas, até por que a nossa saúde hoje é uma referência no estado de Pernambuco, pela sua organização, pelo seu crescimento em função dos serviços que tem apresentado a toda sua população e recuperação de toda sua infra-estrutura. O que pretendemos instalar em Bonança é um PA, um serviço de Pronto-Atendimento que seja 24 horas. Bonança necessita desse tipo de serviço. Por que até então nós servimos até as 6 horas da noite, ficando apenas uma ambulância de plantão. Nós queremos que seja um PA que tenha atendimento pleno de 24 horas. Nós também iremos ampliar o número de PSFs, mas para isso é necessário que redimensionemos o numero de família que poderão ser contemplados com essa ampliação, dentro da geografia praticada pelo Ministério da Saúde. Vamos fazer o levantamento de dados, por que há uma necessidade de ampliação dos PSFs, dos Postos de Saúde da Família, e nós vamos fazer isso. Tanto aqui na sede, como em Bonança e implantação de alguns deles na zona rural. Por que é fundamental que haja na zona rural. Já temos em Massaranduba o PSF reformado, bem estruturado e queremos implantar em algumas áreas da zona rural. Já implantamos em Moreno o Centro de Referência de Saúde da Mulher, que é uma inovação. E agora vamos pensar também no homem, Na implantação de um Centro de Referência de saúde para o homem neste município. Uma forma de atender exclusivamente ao homem. Muitas vezes o homem se descuida até por preconceito. Em geral o homem não gosta de ir a médico. E é importante que eles se convençam de que é necessária sua presença freqüentemente a um posto médico para examinar sua saúde, saber seu estado, e preventivamente se cuidar de problemas que possam até acometê-lo de males maiores e até fatais. É também uma das nossas propostas o serviço de referência de saúde do homem aqui no município.

As propostas para a Habitação?

Edvard Bernardo - Para a habitação já apresentamos ao município coisas concretas quando nós desenvolvemos um projeto e levamos até o final a construção de 131 casas. O projeto já existia, nós o aproveitamos, o redimensionamos, o corrigimos, por que estava cheio de falhas técnicas, sob pena dos recursos retornarem, conseguimos corrigi-lo a tempo. E também, em tempo recorde, construímos 181 casas, e entregamos aquelas famílias que estavam desabrigadas sob nossa guarda. Elas se tornaram beneficiária nessa ação de entrega. Mas também fizemos um convênio com Caixa Econômica Federal (CEF) através do Programa Operações Coletiva, beneficiamos 50 famílias do bairro da Galinha Dágua. Pessoas que moravam em casas precárias, de taipa, coberto com lona. Fizemos com que elas participassem desse programa, que é muito interessante por que participam o governo federal via a CEF, que é a repassadora dos recursos, o município e o próprio beneficiário, aquele que vai ser o contemplado. Então, realizamos o Operações Coletiva, que queremos agora desenvolver para outras áreas. A periferia esta duramente atingida por esses assentamentos precários, que as pessoas vivem em situação de dificuldades, e que para isso nós buscamos fazer ações que possam trazer benefícios através de que, do plano diretor. Nós implantamos o sistema municipal de habitação, criamos o fundo municipal de habitação e vamos agora apresentar através de projeto de lei à Câmara um plano municipal de habitação. Para exatamente a partir dele determinar áreas e buscar recursos para serem alocados e ingeri-los no fundo municipal de habitação. Uma parceria com o governo federal e estadual. Então será uma forma conjunta de ação: governos municipal, estadual e federal para atendimento a essas comunidades que se encontram em áreas precárias. Também em relação à questão de pessoas que vivem em áreas perigosas, de risco de vida, nas encostas. Já temos em ação um projeto de execução do sistema Viva o Morro de toda a área metropolitana, é um projeto que abrange municípios da região metropolitana e já esta em curso, ainda este ano começaremos as ações dele, e queremos desenvolver, ou via convênio ou via através do próprio município, de recursos que possamos captar, para que venha trazer benefícios para a população marginalizada e que se encontra em áreas de risco.

E suas propostas para a Educação?

Edvard Bernardo - Educação é uma área muito complexa e as ações que se fazem na educação elas repercutem demoradamente. Por que é um processo lento. O próprio processo educativo demanda tempo para se obter os frutos. Mas nesses quase quatro anos realizamos ações que permitiram o crescimento na área educacional, através de capacitação dos profissionais de educação, com programa de formação continuada, a entrega de livro didático e paradidático para fortalecer também os professores na busca de conhecimento e enriquecimento cultural. Para que eles se tornem cada vez mais capacitados para exercício da atividade de ensino da aprendizagem. E que os alunos, que são os agentes dessa ação educativa se tornem os grande beneficiários dessa mudança. Então, é importante que a gente pense em um conjunto, e esse conjunto começa pela recuperação de toda rede, isso fizemos, graças a Deus. Mas tem que ser uma ação continua. Por que o tempo destrói, o uso dos equipamentos diário também tende a deteriorar. Então essa vigilância constante para que as instalações físicas dessas escolas estejam sempre boas, em condições adequadas de funcionamento, e que o aluno se sinta mais confortável, com mais comodidade nessa sala de aula. Também temos um sonho de fazer a escola em tempo integral. Claro que é um projeto ambicioso, que demanda recursos. Pensar em adotar para toda rede municipal é temerário. Mas é importante que tenhamos a ousadia de implantar no município pelo menos um projeto piloto, para que se instale no município a escola em tempo integral. Trazendo assim o beneficio para o aluno que ele permanece durante quase todo dia, com três refeições diárias e com assistência direta. A parte da manhã o estudo em sala de aula, tem recreação, tem a parte de estudo e tem a parte esportiva e cultural em que eles se aprimoram cada vez mais. E ao mesmo tempo ele fica afastado de influências nocivas e perigosas de que possa ser alvo, ser vitima. É uma ação muito interessante que nós pretendemos implantar já no próximo mandato. Agora, não podemos falar que vamos ampliar para todas as escolas, que seria um universo muito grande, mas que teremos como referência um projeto piloto. Também na educação queremos o que? Fazer revisão do estatuto do magistério. E a implantação do plano de cargos, carreiras e salários para que se faça um trabalho conjunto com os professores e a administração para que todos os servidores que estejam envolvidos não só na educação. Atinge a educação, mas também atinge todo o servidor municipal, para que ele possa ter a certeza que pode crescer dentro da sua função enquanto servidor municipal. É também um objetivo nosso, isso será largamente discutido com todos os seguimentos interessados, envolvidos, para que possam opinar, a sugerir, exatamente dentro da capacidade financeira do município para que possa absorver a implantação desse plano.

O turismo tem crescido em todo o país. Em Pernambuco não é diferente. Aqui temos alguns exemplos, como Gravatá, onde a atividade turística é uma das principais fontes de renda da população. Como Moreno poderia explorar seu potencial turístico?

Edvard Bernardo - Na área de turismo nós temos ações voltadas especificamente para esse setor. Por exemplo: O Parque Linear Linha do Trem, é um dos projetos que já se encontra em curso. Os recursos já foram alocados e serão disponibilizados. Trata-se da requalificação da linha do trem. E nessa requalificação a gente toma a linha do trem como elemento de referência e estruturador de todo o conjunto que divide a cidade. No passado foi muito importante o transporte ferroviário. Então nós queremos requalificá-lo como elemento também de identidade cultural. Por exemplo, a estação ferroviária será restaurada para dar sua identidade real, como foi no passado. E nela haverá espaço necessário para atividades culturais, atividades comerciais, ligada sobretudo a artesanato do município. Esse Parque Linear Linha do Trem corta praticamente toda a cidade. Por que é do Engenho Bom Dia até Engenho Moreno. E por onde passar haverá área para atividades físicas das pessoas, ciclovia, áreas para exercícios, aparelhos de exercícios físicos para as pessoas, como a academia da cidade. Será urbanizado em toda a via, com áreas de plantação do verde, para que o ambiente se torne agradável. E que o verde esteja presente na vida das pessoas. Então é um dos elementos estruturadores dessa integração. Será turística e ao mesmo tempo comercial. É dos pontos principais da nossa administração que começa agora e irá se estender com a graça de Deus no próximo mandato. Também nós queremos intensificar o nosso programa turístico do município com ações integradas e interligadas com o governo estadual e federal, não podemos dispensar a participação desses governos que é fundamental. O Ministério do Turismo esterá presente através de ações diretas e concretas para o município, assim como o governo do estado. Para que a gente possa incrementar ações que viabilizem atividades turísticas em todos os aspectos, valorizando sítios históricos do município. Para que se possa estabelecer através do próprio parque Linear visitação a esses lugares, até fazer funcionar, quem sabe, algum transporte na via ferroviária bem simples que possam transportar como bonde essas pessoas de um lado para o outro, vendo esses lugares, e conhecendo de perto nosso patrimônio arquitetônico e cultural. Criação de um calendário municipal de eventos para que todos tomem conhecimento do que vamos realizar ao longo do ano. E assim, divulgar através de folders para o estado, afim que as pessoas tomem conhecimento de que em Moreno existem atividades festivas, eventos de grande porte, que atraiam visitantes e turistas de outros municípios, até mesmo de outros estados. Por que vamos dá veiculação a isso. Sobre tudo aquelas festas tradicionais, em que Moreno já conseguiu alguma referência. E alguns eventos são específicos do município como nós estamos realizando que é: a Paixão de Cristo, já com dois anos de atividades, com sucesso absoluto de público. A Cantata Natalina, também a três anos de sucesso absoluto. E o Alto de Natal, que começamos no ano passado. São eventos culturais e artísticos, de certo modo imponentes e extraordinários, que dão a Moreno um caráter de valorização da cultura e da arte em nossa cidade. Temos também como meta a construção de um pórtico na principal entrada de Moreno. Um pórtico que atravesse a estrada de ponta a ponta. E que seja um portal de entrada do município, recebendo os visitantes e desejando a eles uma boa estada no município. É também uma maneira da gente recepcionar os visitantes e turistas que se dirijam ao nosso município. Temos também interesse em dinamizar o turismo, e levar até a zona rural. E para isso, nossas vistas se voltam para lugares bem interessantes, bem pitorescos que se encontram na zona rural, como algumas quedas dágua bem agradáveis. Mas para isso, devemos fazer um trabalho de levantamento de infra-estrutura e acessibilidade. O nosso trabalho agora é nos prepararmos para tornar essas trilhas acessíveis a todos que buscam o município para chegar a esses lugares. É a maneira de fazer integração entre a zona rural, e também levar ao conhecimento de visitantes e turistas a presença de coisas bem pitorescas, bem peculiares do município de Moreno. E ao mesmo tempo também que pensamos em integrar jovens dentro dessa área de turismo com o Parque Linear Linha do Trem e com as outras atividades que falei a pouco a gente fazer através de um processo seletivo simples, preparar jovens para se tornar nossos guia turísticos. E para isso prepará-los com o aprimoramento de seu conhecimento sobre o município, sobre a história de Moreno, e que exercite esse conhecimento da historia de Moreno, não em língua portuguesa, mas também em espanhol e em inglês, para que possam receber os turistas, que venham de onde vier, conhecer nosso município. Para que consolidamos cada vez mais a nossa presença no Trade Turístico no estado Pernambuco e com pessoas que realmente estejam habilitadas para recepcionar os nossos visitantes.

Quais as propostas de fomento para a indústria e o comércio?

Edvard Bernardo - Para o setor da indústria as propostas que nós temos são de condomínios industriais, para estimular investidores que venham de qualquer parte do Brasil usando espaços, sobretudo aqueles espaços que estão fechados. Por exemplo, já usamos a Unidade II da Tecelagem Paraíba, onde será instalado o primeiro condomínio. Temos também o espaço onde era a antiga Lonex e outros espaços onde possam ser disponibilizados para concessão de uso. Saber como se encontra a situação de cada uma dessas áreas, como que já foi resolvido na Unidade II, onde tivemos um investidor que conseguiu adquirir aquele espaço todo onde será estabelecido o condomínio industrial. Então estimular a criação de outros. Nós também pensamos na criação da casa do trabalhador, em que consiste isso? A casa do trabalhador não quer dizer que é um espaço físico para abrigar o trabalhador. A Casa do Trabalhador é uma espécie de agência de intermediação, que através de um birô de informações essa casa do trabalhador disponibiliza as pessoas informações sobre onde há emprego, em função da qualificação profissional daquele pretendente. Da mesma maneira que o governo do estado faz, queremos fazer no município. Como se fosse uma extensão, não exatamente por que não estará vinculada à Agência do Trabalho, mas o trabalhador terá essa conotação. E ao mesmo tempo, preparar cursos de qualificação profissional sobre tudo em áreas ligadas ao setor naval, a industria têxtil e a outras atividades que se desenvolvam lá no complexo portuário de Suape. Para indicar nossos jovens e adultos que queiram viver esse momento atual de crescimento econômico de Pernambuco. Em relação ao comércio nós pretendemos incentivar os nossos comerciantes já estabelecidos a promover através de publicidade suas casas comerciais com promoções freqüentes, e sobre tudo em período assim festivos como são estabelecidos os calendários nacional, estadual e municipal. Também que eles se habilitem a cursos de capacitação profissional para tornar seus funcionários mais bem preparados no atendimento à população. É nosso objetivo fazer revisão de código tributário para oferecer incentivos fiscais a esses comerciantes, que lhe permita melhorar as condições de funcionamento. Esses incentivos são para torná-lo com mais condições de desenvolver sua atividade no comércio. Também implantação efetiva da lei da pequena e micro empresa. Já existe uma lei federal, e através da revisão do código tributário fazer a implantação dessa lei para ajudar o comerciante, tanto o que já esta estabelecido, como aquele que pretende entrar na atividade comercial e que não tem meios. E a gente assim através da aplicação da lei, incentivar essas pessoas, através de empreendedorismo, e assim instalar seu negócio, seu comércio. Vamos criar a central de comercialização de produtos. Para incentivar o trabalhador rural, o agricultor, aquele que produz agricultura sustentável, de subsistência. E criando essa central de comercialização, instalada na sede do município, esses pequenos agricultores terão assegurada a renda. Por que essa central absorve e repassa diretamente para o consumidor através dos comerciantes estabelecidos no município. E sem intermediação de terceiros, que muitas vezes devoram todo o lucro que esses pequenos agricultores podem ter. Então essa central irá ajudá-los a ter uma renda certa, todo seu produto será aproveitado, será adquirido, vai ser comercializado. Dar a eles essa segurança, essa tranqüilidade. Também a criação de um centro de artesanato de Moreno, para abrigar os trabalhos de todos os artesões das mais diferentes atividades artísticas que possam desenvolver. E através dessa central possamos agregar todos eles num sistema cooperativo. É nosso objetivo incentivar essa atividade para que o artesanato do município tenha seu crescimento e seu desenvolvimento necessário como existem em outras cidades. Moreno tem que valorizar seu artesão.

Por que o eleitor deveria votar em você?

Edvard Bernardo - Por que o eleitor deve votar em Edvard? Primeiro, pelo que Edvard já mostrou a Moreno nesses três anos e quase 9 meses de ações, de serviços, de obras realizadas em favor de toda a população indistintamente. Sem ter feito nenhuma promessa. Encontrar uma prefeitura em uma situação de extrema dificuldade, cheia de dividas, com folha de pagamento atrasada e mais uma enchente que quase destrói a cidade. Esses obstáculos foram vencidos, foram superados. E nós entramos em ação para oferecer a comunidade de Moreno serviços e obras que estão ai às vistas. A questão da infra-estrutura, a população via que a cidade estava literalmente quebrada, as ruas esburacadas. Isso se agravou com a enchente. Então havia a necessidade da gente dá uma cara nova a cidade. Melhorar o centro. Até para atrair pessoas de fora, inclusive investidores. A cidade precisava se revitalizar. E essa foi nossa preocupação. Melhorar o sistema viário dando tratamento adequado com a pavimentação em asfalto de 7km. Tanto aqui, como em Bonança, em todos os bairros, há obras sendo executadas. E o queremos dizer é que essas obras, como acusam nossos adversários de serem obras eleitoreiras. Não! Elas foram planejadas desde o inicio do nosso mandato. Nós encontramos as ruas esburacadas, que se agravou com a enchente. Então passou a ser preocupação de nossa administração de buscar recursos que permitissem a execução de obras dessas vias públicas. Então essa foi nossa preocupação, por isso já tinha sido planejada. Fomos em busca de recursos através de mecanismos que permitiram a locação de recursos para a realização dessas obras, como de fato aconteceu. Então, essa razão muito plausível. Depois por que oferecemos a população credibilidade do que fizemos. Então olho para o povo de cabeça erguida. Visito cada morado em todos os bairros olhando nos olhos, na certeza de meu dever cumprido. Se cumpri minha missão espero que a população reconheça esse esforço que desenvolvemos, e reconhecendo, tribute novamente a mim a confiança que depositaram há quatro anos, para que isso se renove na continuação de um projeto iniciado em 2005. E que não pode ser interrompido. Esta é a razão por que eu peço a população que vote conosco, que vote em Edvard, vote no 15. Esta é razão que o eleitor deve votar novamente em Edvard para prefeito de Moreno. Muito Obrigado.

Transcrição realizada através dos arquivos de áudio e vídeo gravados durante a entrevista.

Publicado por Leonardo Rodrigo na data de 16/09/2008 às 12:02 e impresso na data de 23/11/2017.